--> Vereadores adiam projeto dos foguetes e irritam protetores | Apelo Canino | Apelo Canino Skip to main content

Vereadores adiam projeto dos foguetes e irritam protetores | Apelo Canino

30/10/2019

Os vereadores montes-clarenses adiaram mais uma vez a votação do projeto que pretende impedir soltar foguetes e outros fogos de artifícios que provoquem poluição sonora na cidade e isso irritou os protetores de animais, que insatisfeitos viraram as costas para o plenário. O adiamento dessa vez foi a pedido do vereador Rodrigo Maia, que alertou sobre a palavra “manuseio” no projeto, pois com isso, os comerciantes da cidade sequer podem receber as cargas do produto. O vereador Fábio Neves, autor do projeto, se recusou a retirar o projeto para ser feita essa adaptação. O adiamento foi aprovado por 15 dos vereadores presentes.

Antes mesmo de o projeto ser colocado na discussão, o vereador Fabio Neves se reuniu com os protetores de animais, quando alertou que estava sendo feita manobra de alguns vereadores para adiar a votação ou então reprova-lo. O vereador Soter Magno, que estava com os protetores de animais, garantiu que o projeto seria aprovado, tranquilizando as mais de 30 pessoas no local. Na hora da votação, Fabio Neves anunciou que tinha retirado do texto a proibição de comercialização, para não prejudicar a atividade dos lojistas que atuam nessa área.

Na hora da discussão sobre o projeto, a vereadora Maria Helena explicou que tinha pedido adiamento do projeto na semana passada por entender que os vereadores deveriam conhecer o seu conteúdo, mas não era contra e sempre defendeu a causa animal. Porém o vereador Rodrigo Maia mostrou que apesar de retirar a proibição de comercialização, o vereador Fábio Neves manteve a proibição de manuseio e isso implica que nenhuma carga poderia chegar à cidade para ser levada as lojas, pois isso configuraria manuseio e poderia desaguar na Justiça, questionando esse aspecto. O assunto gerou muita polêmica.

O autor do projeto salientou que lei similar foi implantada em São Paulo, Santa Catarina e diversas cidades brasileiras, como Belo Horizonte, Governador Valadares e Cataguases, em Minas Gerais. Citou que o contexto da palavra manuseio era para quem quisesse soltar o foguete e não de impedir a descarga de caminhões. O pedido de adiamento foi levado à votação, sendo aprovado por 15 vereadores. Com isso, o projeto voltará na reunião do dia 5 de novembro. Isso irritou os protetores de animais, que viraram as costas para os vereadores, com cartazes de protestos.

Fonte: Gazeta Norte Mineira



Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Fale Conosco

Atenção! No momento não estamos realizando resgates solicitados por e-mail ou telefone. Pedimos a gentileza de não insistirem.

Contatos


Qual é o motivo do seu contato? Veja se a sua dúvida está aqui!

Endereços e Telefones

Não divulgamos publicamente o endereço do abrigo. Lamentavelmente
o número de abandonos em nossas portas é alto.

Devido a grande demanda de visitas e ligações estamos fazendo inicialmente o contato somente por e-mail. Obrigado pela compreensão!

Colabore Conosco!

Banco do Brasil
Agência: 0104-x | Conta-corrente: 89292-0

Caixa Econômica Federal
Agência: 3044 | Operação: 013 | Conta Poupança: 17486-6

PagSeguro
Clique aqui para doar usando cartões de crédito, débito em conta ou boleto.