Skip to main content

Vereador quer delegacia para proteger os animais

24/08/2017

A criação de Delegacia de Meio Ambiente e Proteção Animal em Montes Claros foi defendida pelo vereador Soter Magno, do PP, ao participar na tarde dessa sexta-feira, de audiência pública da Comissão Especial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizada no Plenário da Câmara Municipal, para se discutir sobre denúncias de maus tratos a animais na cidade. Preocupado com o quadro, o vereador sugeriu a realização de audiência pública, pela Câmara, para aprofundar na discussão sobre o tema. Ele deverá apresentar requerimento neste sentido, nas próximas reuniões do Legislativo, diante da gravidade da situação.

A audiência da Comissão da AL foi realizada a requerimento do deputado Noraldino Dias Júnior, do PSC, ao defender a adoção de políticas públicas para os animais, pelo Poder Executivo. “Cada um tem uma importante missão em relação ao tratamento do animal. Por isso, temos que continuar sendo a voz deles, já que não sabem se defender. É necessária a união dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Só assim conseguiremos mudar a realidade deste quadro que nos é apresentado em relação ao sacrifício de animais com leishmaniose, em Montes Claros”, afirmou o parlamentar. De acordo com dados apresentados pelos protetores de animais, no primeiro semestre deste ano, 1.317 foram sacrific ados por estarem com leishmaniose e 13 castrados.

Aline de Jesus Matos, mostrou com imagens os animais exterminados e jogados em valas abertas, sem o cuidado de enterrá-los para não atrair insetos e animais peçonhentos que podem retransmitir a doença ao ser humano. “O combate não é com o animal contaminado com a leishmaniose, mas com o mosquito transmissor. A Prefeitura precisa mobilizar os seus órgãos e a população para limpeza de lotes para evitar o contágio. Se isto não acontecer, continuarão a sacrificar os animais”, ressaltou.

A médica veterinária Marília Rocha, referência técnica do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), informou que existe todo cuidado para o combate à leishmaniose e de proteção à vida. Disse que cerca de 11 mil residências foram borrifadas e considera pequeno o número de atendimento em Montes Claros.

O vereador Soter Magno disse que é necessária a união para buscar solução para o problema, através de proposta concreta, com a elaboração de legislação que beneficie os animais. “A nossa luta é por uma Delegacia do Meio Ambiente e Proteção Animal e a criação do Conselho de Proteção ao Animal”, afirmou.

A promotora pública de Defesa do Meio Ambiente, Aluísia Beraldo Ribeiro disse que o Ministério Público tem que ser respeitado para que a causa dos animais tenha atendimento. “Temos que buscar alternativas outras que não sejam a de eutanásia de animais. Por isso se faz necessária a implantação de políticas públicas e de uma educação ambiental e de proteção ao animal”, ressaltou.

PRESENÇAS – Participaram da audiência, o deputado estadual Gil Pereira, do PP, os vereadores Edmílson Magalhães, do PSDB, Valdivino Antunes, do PMDB, Idelfonso da Saúde, do PMDB, Aldair Fagundes, do PT, e Valcir da Ademoc, do PTB; Aloízio Cunha, diretor de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde.

Fonte: JN Notícias



Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Fale Conosco

Atenção! No momento não estamos realizando resgates solicitados por e-mail ou telefone. Pedimos a gentileza de não insistirem.

Contatos


Qual é o motivo do seu contato? Veja se a sua dúvida está aqui!

Endereços e Telefones

Não divulgamos publicamente o endereço do abrigo. Lamentavelmente
o número de abandonos em nossas portas é alto.

Devido a grande demanda de visitas e ligações estamos fazendo inicialmente o contato somente por e-mail. Obrigado pela compreensão!

Colabore Conosco!

Banco do Brasil
Agência: 0104-x | Conta-corrente: 89292-0

Caixa Econômica Federal
Agência: 3044 | Operação: 013 | Conta Poupança: 17486-6

PagSeguro
Clique aqui para doar usando cartões de crédito, débito em conta ou boleto.