Skip to main content

Semana de Combate à leishmaniose até sexta-feira

13/09/2017

A Prefeitura de Montes Claros está empenhada no combate e controle da leishmaniose visceral, tornando prática as leis municipal número 4.219, de 22 de Abril de 2010, de autoria do vereador Valcy Soares, que instituiu a Semana Municipal de Combate à Leishmaniose e a Federal, número 12. 604, de 03 de Abril de 2012, que instituiu a semana nacional de combate e controle da doença. Neste sentido, desde segunda-feira, dia 11, até sexta, dia 15, está sendo realizada extensa programação na cidade.

São várias palestras educativas, concurso de redação sobre o tema e visitas dos alunos aos estandes montados em escolas de bairros com índice maior de cães reativos para a doença, casos de contaminação humana, em tratamento e óbitos. As ações são de 7 às 11 horas, nas escolas Estaduais Delfino Magalhães, Dom Aristides Porto, bairro Morrinhos e nas municipais Francisco Peres, bairro São Geraldo e Afonso Salgado, na Vila Atlântida.

Nesta quarta-feira, dia 13, das 8 às 9 horas, haverá capacitação para as equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) dos bairros Morrinhos, São Geraldo II, Delfino Magalhães e na Vila Atlântida. Serão capacitados, ainda, supervisores de campo do Centro de Controle de Zoonoses. Quinta-feira, dia 14, haverá blitz educativa no cruzamento das avenidas Artur Bernardes e Deputado Esteves Rodrigues (Sanitária), com a participação das MC-TRANS e soldados do 55º Batalhão do Exército. Também nesta quinta-feira, das 8 horas ao meio-dia, na Praça Doutor Carlos Versiani, Centro, acontecerá exposição educativa com orientação à população sobre as medidas profiláticas da doença, mobilização voltada para o manejo ambiental e panfletagem com folders alusivos ao tema.

A programação é parceria entre as secretarias municipais de Saúde, Meio Ambiente, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Exército, Shopping Center Montes Claros, Superintendência Regional de Educação, COPASA, e Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Prefeitura.

A DOENÇA – As leishmanioses são consideradas primariamente como uma zoonose, podendo acometer o homem, quando este entra em contato com o ciclo de transmissão. Atualmente, encontra-se entre as seis endemias consideradas prioritárias no mundo (TDR/WHO). A visceral, dada a sua incidência e alta letalidade, principalmente em indivíduos não tratados e crianças desnutridas, é também considerada emergente em indivíduos portadores da infecção pelo vírus da imunodeficiência adquirida (HIV).

Em Montes Claros, município com boa condição climática, geográfica e social, para a proliferação do vetor e incidência da doença, observa se de janeiro a julho de 2017, a seguinte situação: dos 7.901 cães examinados (inquérito sorológico canino), 1.392 estavam reativos para Leishmaniose, 1.162 destes foram eutanasiados, 26 casos humanos de infecção pela doença e dois óbitos. Ao todo, 15.461 imóveis trabalhados sendo 7.683 destes com cães. Foram feitas visitas educativas com orientação sobre manejo ambiental e prevenção a doença.

Fonte: Prefeitura Municipal de Montes Claros



Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Fale Conosco

Atenção! No momento não estamos realizando resgates solicitados por e-mail ou telefone. Pedimos a gentileza de não insistirem.

Contatos


Qual é o motivo do seu contato? Veja se a sua dúvida está aqui!

Endereços e Telefones

Não divulgamos publicamente o endereço do abrigo. Lamentavelmente
o número de abandonos em nossas portas é alto.

Devido a grande demanda de visitas e ligações estamos fazendo inicialmente o contato somente por e-mail. Obrigado pela compreensão!

Colabore Conosco!

Banco do Brasil
Agência: 0104-x | Conta-corrente: 89292-0

Caixa Econômica Federal
Agência: 3044 | Operação: 013 | Conta Poupança: 17486-6

PagSeguro
Clique aqui para doar usando cartões de crédito, débito em conta ou boleto.